16.7 C
Rio de Janeiro
sexta-feira, 30 julho, 2021
spot_img

É possível plantar o próprio alimento?

Na Permacultura, buscamos sempre contribuir para a criação de ambientes que beneficiem todos os seres. Sendo assim, a produção de alimentos são sempre baseados em cultivos orgânicos. Descubra neste post que sim, é possível Plantar o próprio alimento.

Você já cultivou o próprio alimento? Quem já plantou, sabe o grande prazer que é estar em contato com a terra e cultivar os vegetais, frutas e legumes que comemos.

Quem ainda não, chegou o momento de descobrir um novo tipo atividade que transforma nossa relação com a natureza e toda a Terra.

Mexer na terra pode trazer alívio em níveis de ansiedade, diminuição do estresse e cansaço mental.

Por que plantar?

No modelo de sociedade em que vivemos, é muito raro encontrar pessoas que cultivam algum alimento.

De acordo com a Permacultura, isto pode ser considerado um grande erro de design. Pois para nos alimentarmos, necessitamos de recursos que na maioria das vezes vem de longe. Esses alimentos carregam uma alta pegada de carbono consigo, além de pertencerem a cultivos não sustentáveis para o meio ambiente.

Portanto, plantar o próprio alimento é uma atitude admirável que qualquer pessoa pode fazer.

Por exemplo, você pode plantar pelo menos alguma parte dos alimentos que consome diariamente.

Existem diversas alternativas para o cultivo em ambientes pequenos, podendo ser possível plantar na varanda ou janelas de casa ou apartamento, mesmo que seja num pequeno vaso.

Dicas para plantar seu alimento:

1- Hortas domésticas e jardins produtivos: Mesmo em sua casa é possível plantar algum tipo de alimento. você pode plantar em vasos, garrafas pet ou se você tem mais espaço, pode criar um jardim produtivo e uma mandala de alimentos com algumas espécies como: manjericão, orégano, couve, alface, rúcula, cebolinha, salsinha, etc. E para quem ama flores, é possível plantar as flores comestíveis, como: amor perfeito, capuchinha, rosas.

2 – Horta comunitária: para uma ação mais social, é possível se reunir com um grupo de amigos e criar uma horta comunitária. Então, dependendo do tamanho do espaço em que vocês tiverem, poderão cultivar também alimentos como milho e aipim.

Lembre-se de procurar por sementes crioulas para iniciar seu cultivo.

3 – Aposte na adubação orgânica: Cuidar do solo e não usar venenos (agrotóxicos) em seu alimento é essencial. Para isso, utiliza-se o uso de composto (que você mesmo pode fazer com os resíduos orgânicos de sua casa), cobertura do solo, e fertilizantes naturais.

Gostou? Além de cultivar seu próprio alimento, você pode construir uma nova carreira, que certamente trará muitos benefícios pessoas, sociais e ambientais.

Aprenda com o Curso Online do Instituto Pindorama tudo que você precisa saber para cultivar seu alimento orgânico. Clique e saiba mais.

Nilson Dias
MBA em Gestão de Projetos pela FGV, fez a transição com apenas 25 anos de idade quando encerrou seu ciclo em uma multinacional e tornou-se fundador do Instituto Pindorama, uma organização sem fins lucrativos que promove a educação para sustentabilidade e qualidade de vida que já auxiliou centenas de pessoas a realizarem seus sonhos.

Artigos Relacionados

Siga o Instituto Pindorama

325,429FãsCurtir
215,000SeguidoresSeguir
102,000InscritosInscrever
spot_img

Relacionados